AGENDA

SESSÃO ITINERANTE - CRISTALINA (CANCELADA): 01/12 - 18H30

imprensa

10/03/2010

Roberto Prudêncio aponta possíveis consequências do valor do IPTU

Ao usar a tribuna na noite de terça-feira, 9, Roberto Prudêncio falou das filas que estão havendo na Prefeitura, onde a população está indo reclamar do IPTU. “O atendimento está sendo demorado e muitas vezes as respostas são negativas. Enfim, essa situação tem gerado uma insatisfação total. Inclusive, a classe empresarial esteve reunida com o prefeito para se posicionar a respeito do assunto. Houve uma discussão com mais de 150 empresários. A reunião foi extensa, mas basicamente dois pedidos foram feitos:

o de se manter a base de cálculo do ano de 2009 e o de se rever os juros. Grandes, médios e pequenos empresários se manifestaram e pediram encarecidamente que o prefeito retrocedesse. Porém, ele não voltou atrás e o elevadíssimo valor do imposto permanece”, descreveu o vereador.

Prudêncio disse ainda que a prorrogação do prazo de vencimento só irá prorrogar o sofrimento dos contribuintes. “O Executivo não teve humildade de voltar atrás e manteve o aumento abusivo do IPTU. Penso que poderia sim ter sido discutido com a comunidade, associações e classes sindicais primeiramente, para evitar esse impacto que reflete no aumento do valor dos aluguéis, nas vendas no comércio que diminuirão, no aumento do valor final dos produtos, no risco de desemprego futuro e até mesmo na saída de empresas daqui para outras cidades, enfim, causará um impacto a todos em geral”, frisou.

Áudio Relacionado

  • Arquivo temporariamente indisponível

Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

veja também