AGENDA

SESSÃO ORDINÁRIA : 28/06 - 18H

imprensa

13/04/2022

Pronunciamento

Marlina propõe criação da Procuradoria Especial da Mulher na Câmara de Brusque

Destaque

A vereadora Marlina Oliveira Schiessl (PT) destacou durante a sessão ordinária desta terça-feira, 12 de abril, que tramita no Legislativo brusquense um projeto de resolução de sua autoria que propõe a criação da Procuradoria Especial da Mulher na Câmara Municipal de Brusque. “As procuradorias especiais das mulheres são órgãos que buscam combater a violência contra a mulher, bem como orientar, direcionar e promover acessibilidade das mulheres às questões de gênero e políticas públicas femininas”, explicou a parlamentar.

Marlina defendeu que Câmara siga o exemplo de casas legislativas nas quais a procuradoria da mulher já é realidade e citou dados para contextualizar sua argumentação: “Na Comissão de Constituição, Legislação e Redação, por exemplo, vimos que Brusque tem um alto índice de meninas de até 16 anos gestantes e em nosso município também é altamente grande o número de suspeitas de abuso sexual contra mulheres e meninas”.

Em seguida, ela disse que o Observatório da Violência contra a Mulher de Santa Catarina informa que, só em 2021, mais de 19 mil medidas protetivas foram emitidas e 55 feminicídios ocorreram em todo o estado. “Em Brusque, até março deste ano, o jornal O Município noticiou aproximadamente 75 matérias que versam sobre a violência contra a mulher”, complementou.

“As câmaras municipais que possuem procuradorias da mulher têm condição de encampar com diferentes órgãos políticas públicas para enfrentar essas questões, e o enfrentamento perpassa vários âmbitos: a escuta, a acolhida, a orientação, o redimensionamento”, elucidou a vereadora. No Vale do Itajaí, prosseguiu, aproximadamente 11 câmaras municipais já implementaram órgãos com esse propósito. “Com os dados que a gente tem e que vê crescer a cada dia em Brusque, ter órgãos como esse é de suma importância”, reforçou a oradora, que visitou pessoalmente procuradorias da mulher de cidades da região e também a da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) antes de apresentar a ideia à Câmara de Brusque.

No telão do plenário, foram exibidas mensagens de apoio à iniciativa, em vídeos encaminhados pelas deputadas estaduais Ada de Luca (MDB) e Paulinha (Podemos), e das vereadoras Cristiane Loureiro (Podemos) e Silmara Miguel (PSD), de Blumenau. “O exemplo das companheiras e colegas parlamentares é de todas nós termos esse firme entendimento em relação a essa questão, que precisa ser enfrentada de forma suprapartidária. Falar sobre órgãos que fortaleçam as mulheres e previnam toda forma de violência é um compromisso que extrapola o campo partidário”, concluiu Marlina. 

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também