AGENDA

SESSÃO ORDINÁRIA: 29/11 - 17H

SESSÃO ITINERANTE - CRISTALINA: 01/12 - 18H30

imprensa

31/03/2022

Pronunciamento

Rogério dos Santos faz apelo em prol de servidores públicos estaduais aposentados e pensionistas

Destaque

Durante a sessão desta terça-feira, 29 de março, o vereador Rogério dos Santos (União) se pronunciou em prol dos servidores públicos aposentados e pensionistas do estado de Santa Catarina, que tiveram a contribuição previdenciária elevada em 14% nas contribuições mensais.

Ele mencionou um requerimento de sua autoria, aprovado na mesma reunião, pelo qual pede ao governador Carlos Moisés (Republicanos) informações sobre quais descontos estão incidindo no benefício dos professores aposentados pelo regime estadual e se há nova lei a respeito. Ele frisa que o pedido tem como objetivo “esclarecer dúvidas de professores aposentados que vêm percebendo o aumento dos valores descontados, sem entender o motivo que o justifica”.

“O despropósito começou pela ação do governo federal e, na sequência, pelos governos estaduais em duvidosas reformas previdenciárias que mais arrocharam os ganhos do que aquinhoaram a categoria com benefícios previdenciários”, iniciou Santos, na tribuna. “Na onda de copiar, o governador foi obediente e adotou, com o aval da Assembleia Legislativa [Alesc], os 14% na folha do servidor público aposentado e pensionista catarinense”, prosseguiu.

Outro requerimento do parlamentar pede o envio de mensagem à Alesc, suplicando pelo apoio necessário à aprovação de um projeto de lei de iniciativa popular que defende a manutenção de percentuais razoáveis na contribuição destes servidores. “A lei de iniciativa popular, um expediente dos mais brilhantes na história das democracias ao redor do mundo, é o meio em que o poder se revela, de forma incisiva e contundente, para fazer valer a legitimidade pública”, reforçou.

“Não há mais espaço no mundo moderno para permitirmos a ação de uma tecnocracia truculenta, carcomida pelo tempo, onde burocratas escondidos por trás de líderes covardes, atuam sem nenhuma sensibilidade para agredir e consertar erros contábeis e orçamentários passados, mexendo índices e grandezas que atingem pessoas em sua renda”, discursou o vereador.

UBS São Luiz

Num segundo momento, o vereador falou sobre um pedido que já vem fazendo há 90 dias, acerca de problemas identificados na Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro São Luiz. “É uma vergonha. O bebedouro continua dentro do banheiro, onde as pessoas que utilizam essa UBS, uns lavam as mãos, outros bebem água. Falta de material, ar-condicionado que não funciona, é lamentável sob todos os aspectos”, narrou.

Santos solicitou que o líder de governo na Câmara, Nik Imhof (MDB), reforce o pedido de melhorias ao Poder Executivo. Em aparte, Imhof respondeu que pode haver falha de comunicação entre a UBS e o almoxarifado da Secretaria de Saúde. A respeito da questão de bebedouro, Nik disse que após visitar o local e falar com servidores não encontrou problemas. “Inclusive, mostrei as fotos aqui em duas ocasiões e até agora nada foi feito”, contrapôs Rogério.

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também