AGENDA

SESSÃO ITINERANTE - CRISTALINA (CANCELADA): 01/12 - 18H30

imprensa

09/03/2022

Pronunciamento

Deivis Junior anuncia aporte de recursos financeiros para obras no Hospital Azambuja e no CEI Tia Ana

Destaque

O vereador Deivis da Silva, o Deivis Junior (MDB), destacou durante a sessão ordinária desta terça-feira, 8 de março, a destinação de R$ 300 mil a Brusque por meio de uma emenda de bancada proveniente do gabinete do deputado federal Celso Maldaner.

Segundo Deivis, esse recurso deve estar disponível ao município até o final de março e será investido em obras de ampliação da estrutura física e de atendimento do Hospital Azambuja. Ele contou que esteve com Maldaner pessoalmente no hospital na última sexta-feira, 4, a fim de referendar o ato.

“O deputado Celso deixou a grata notícia de que vai tentar encaminhar mais R$ 700 mil para fechar R$ 1 milhão até o final do ano para o Azambuja”, comemorou o orador.

Convite a Hang

Na mesma data, eles visitaram Luciano Hang, momento em que o empresário foi convidado a se pré-candidatar a senador da República pelo MDB. “Toda a estrutura do partido foi colocada à disposição do empresário para que, quem sabe, ele volte ao MDB”, comentou Deivis.

CEI Tia Ana

O emedebista anunciou ainda um valor de R$ 2,4 milhões para a ampliação e reforma do Centro de Educação Infantil (CEI) Tia Ana, localizado no Limeira. O envio dos recursos é o desdobramento de uma articulação do vereador com o secretário estadual de Educação, Luiz Fernando Cardoso, o Vampiro.

“Já tem R$ 2 milhões para a escola Alberto Pretti, para fazer uma ampliação, e essa semana a gente recebeu a notícia de que a Casa Civil liberou esse segundo pedido, junto ao secretário Vampiro”, observou.

Celesc

Por último, o vereador defendeu que seja revista a exigência, por parte das Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc), de que consumidores apresentem uma avaliação da Fundação Municipal do Meio Ambiente (Fundema) como requisito para o atendimento de pedidos de ligação de energia elétrica.

“A Fundema vai analisar se naquele local há algo que proíba a construção de qualquer empreendimento. É mais uma situação burocrática que a Celesc colocou. Se você não fizer, fica sem energia”, criticou.

André Batisti, o Déco (PL), e Jean Pirola (PP) apoiaram a argumentação de Deivis, que finalizou sugerindo aos colegas que mobilizem deputados estaduais pelo fim da exigência.   

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também