AGENDA

SESSÃO ORDINÁRIA : 05/07 - 17H

imprensa

21/02/2022

Educação

Legislativo apoia a ideia de abertura de uma escola estadual no Limeira

Destaque

O pleito pela abertura de uma escola estadual no Limeira será levado ao governo de Santa Catarina pela Câmara Municipal de Brusque, que aprovou por unanimidade  requerimento apresentado por Marlina Oliveira Schiessl (PT) com foco nessa demanda. A vereadora indica à administração estadual que realize estudos acerca da possibilidade de instalação do educandário e sugere que este atenda especialmente jovens do 6º ano do Ensino Fundamental até o Ensino Médio. A votação da matéria ocorreu na sessão ordinária de 15 de fevereiro.

Marlina observou que cerca de 20 mil pessoas residem atualmente no Limeira, que ainda não dispõe de uma unidade educacional de Ensino Médio, e defendeu que o poder público esteja atento às necessidades de infraestrutura do local. “A implementação dessa escola, além de fazer a cobertura que o bairro precisa, desafogaria um pouco a estrutura do município”, argumentou.

A vereadora pediu aos demais parlamentares que a discussão seja levada às suas bases partidárias e que a solicitação seja tratada de forma suprapartidária.

“O Limeira merece esse equipamento público de Educação, visto o crescimento vertiginoso que tem e a geração de emprego e renda que proporciona para o município e o estado, porque tem uma área industrial. O Estado deveria, no mínimo, repor aquilo que recebe”, disse Jean Pirola (PP).

Jean Dalmolin (Republicanos) afirmou que a proposição vem ao encontro de um requerimento de sua autoria em que ele pede por “estudos acerca da possibilidade de construção de uma escola estadual na região do Limoeiro, em Brusque, visando atender às localidades Planalto, Bateas, Volta Grande e Emma”.

Natal Lira (DC) cumprimentou Marlina pela preocupação com o assunto e endossou as colocações da parlamentar sobre o quanto a falta de um educandário de Ensino Médio no Limeira interfere na questão do transporte estudantil, já que estudantes do bairro precisam se deslocar até outros bairros para cumprir essa etapa dos estudos.

O tema também sensibilizou Rogério dos Santos (DEM), que falou sobre a absorção de alunos do Limeira pela Escola de Educação Básica Osvaldo Reis, no Santa Rita. Nessa unidade, relatou o democrata, muitos alunos acabam faltando às aulas devido à deficiência de transporte público a partir do Limeira para outros locais.

Deivis da Silva, o Deivis Junior (MDB), também apoiou a iniciativa da vereadora e colocou-se à disposição para articular com o secretário estadual da Educação, Luiz Fernando Cardoso, o Vampiro, em torno da proposta. 

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também