AGENDA

SESSÃO ORDINÁRIA: 29/11 - 17H

SESSÃO ITINERANTE - CRISTALINA: 01/12 - 18H30

imprensa

16/02/2022

Pronunciamento

Pirola rebate críticas por ter votado contra empréstimo na gestão de Eccel e a favor de crédito no Fonplata neste ano

Destaque

Ao usar a tribuna na sessão ordinária desta terça-feira, 15 de fevereiro, o vereador Jean Pirola (PP) se manifestou sobre discussões que teve nas redes sociais com simpatizantes do Partido dos Trabalhadores (PT) de Brusque.

Ele contou como foi indagado: “Por que nós não autorizamos o empréstimo financeiro dos R$ 48 milhões lá em 2014 [durante o governo do ex-prefeito Paulo Eccel] e agora aprovamos US$ 30 milhões, bem mais do que era na época, pra atual administração, sem sequer discutir o projeto?”, compartilhou. Pirola se referiu à aprovação, na semana passada, do Projeto de Lei Ordinária nº 01/2022, que autoriza o Poder Executivo a contratar operação de crédito internacional com o Fonplata, o Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata.

Pirola explicou que está sendo cobrado por ter sido um dos vereadores que votaram contra um projeto similar de Eccel, na época. “Votei contra e votaria de novo, se fosse aquele mesmo projeto, se fosse aquela mesma situação. E votaria a favor agora, porque esta administração demonstrou que — pelo menos até agora —, na questão de finanças, estamos com confiança ainda. Demonstram que o dinheiro que veio pra Brusque, ligado a alguma obra, realmente foi gasto naquela obra”, defendeu.

Em sua avaliação, o governo de Eccel perdeu credibilidade quando, em 2014, afirmou que usaria recursos do Refis, o Programa de Recuperação Fiscal, em obras para continuidade da Beira Rio no bairro Santa Terezinha. Um prolongamento de 1.200 m, orçado em cerca de R$ 6 milhões.

“Foi arrecadado R$ 8,18 milhões e ainda tinha R$ 4,33 milhões para ser arrecadado. Ou seja, um montante de R$ 12,52 milhões. Você tira os 40% [25% da Educação e 15% da Saúde], vai sobrar na faixa de R$ 8 milhões, que daria muito bem para fazer a Beira Rio”, declarou. “Eles cavaram um barranco, cavaram um pouquinho de terra e ali era a obra da continuidade da Beira Rio da Santa Rita com o dinheiro do Refis”, contrapôs o progressista.

Sobre indagações se os vereadores votariam a favor do crédito com o Fonplata nesta gestão, ele respondeu: “Isso se chama confiança, credibilidade. Quando você mente pra população, quando você engana, pra encher os cofres públicos de dinheiro e não gastar onde você se comprometeu com a população, você perde a credibilidade”.

Pirola destacou que uma das ações do empréstimo recém aprovado é a macrodrenagem da bacia da Rua Victor Meireles, no Santa Rita: “O pedido talvez mais importante da nossa sociedade. É de extrema importância para o município, para aquela comunidade, e nunca foi feito por todas as administrações que passaram até agora”, disse. “É um desabafo para todos aqueles puxa-sacos que nos xingaram nas redes sociais”, encerrou.

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também