AGENDA

RECESSO PARLAMENTAR (VEREADORES): 23/12/2021 - 31/01/2022

SESSÃO ORDINÁRIA : 01/02/2022 - 18H

imprensa

17/11/2021

Pronunciamento

Para André Vechi, sessão solene alusiva ao Dia dos Professores foi um evento de ataques à Secretaria de Educação

Destaque

Na sessão ordinária desta terça-feira, 16 de novembro, o vereador André Vechi (DC) se manifestou sobre a sessão solene realizada no dia 29 de outubro, na Câmara Municipal, em homenagem ao Dia dos Professores. Em sua análise, a sessão proposta pela vereadora Marlina Oliveira (PT) foi um evento de ataques à Secretaria Municipal de Educação.

Para ele, a sessão não teria cumprido o que foi proposto no requerimento que deu origem ao evento. O parlamentar comentou ainda que a secretária Eliani Aparecida Busnardo Buemo irá comparecer ao Poder Legislativo, convidada por iniciativa do vereador Nik Imhof (MDB), por meio do Requerimento nº 159/2021, para responder a críticas recebidas naquela ocasião.

Na tribuna, Vechi apresentou valores de vencimentos de coordenadores pedagógicos do município, relacionando as informações à valorização da educação. O vereador frisou que a chefe da pasta já angariou algumas conquistas para estes servidores. “Uma delas é a nova tabela do magistério. A gente teve no ano passado [...] a reestruturação de 12,84% em toda a carreira”, ponderou.

Ele utilizou como exemplo a evolução de vencimentos de Marlina, enquanto coordenadora pedagógica na rede municipal de Brusque, com base em dados do Portal da Transparência da Prefeitura. Para comparação de valores, Vechi utilizou valores de 2018 até 2021, destacando que ela já possui progressão referente à conclusão do curso de mestrado e que no período teria alcançado uma evolução de 41,66% em seu vencimento bruto. “Estamos falando do triplo da inflação [de 14,26% no período]. Se isso não é valorizar o profissional de educação eu não sei o que é”, declarou. “Num ano de pandemia, em que a inciativa privada sofreu muito, tivemos grandes avanços na área de educação”, prosseguiu.

“Diferente do legado que foi deixado pelo excesso de benefícios dados no Plano de Cargos e Carreiras de 2009, que estourou a folha de pagamentos, o limite da lei de responsabilidade fiscal em 2017 em 54%, a gente conseguiu ainda dar essa merecida gratificação e reconhecimento aos profissionais de educação sem comprometer a folha de pagamentos e a liquidez das finanças da Prefeitura”, manifestou.

Em seguida, ele apresentou outras ações do Poder Executivo que atingem os servidores da educação, como o ganho real em reajustes de vencimentos nos últimos anos, a tabela e o enquadramento dos monitores escolares, a renovação de contratos de Admitidos em Caráter Temporário (ACTs) durante a pandemia de Covid-19, as formações continuadas, a conclusão do Centro de Educação Infantil (CEI) Hylário Zen e a ampliação de vagas na educação infantil. 

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também