AGENDA

SESSÃO ORDINÁRIA: 11/10 - 17H

imprensa

25/11/2009

Ademir Braz de Sousa destaca que sua manifestação foi mal interpretada

Ao usar a tribuna nesta terça-feira, 24, Ademir Braz de Sousa disse retornar à tribuna para se referir sobre o pronunciamento realizado na sessão anterior. O vereador enfatizou que se manifestaria devidamente autorizado pela Executiva municipal do PMDB, que após os fatos reuniu-se e ouviu sua explanação sobre o ocorrido. “Como está é a única tribuna que tenho para me manifestar nesta cidade ultimamente, quero dizer, que diante da repercussão e das entrevistas em que fui taxado com vários adjetivos, estou muito tranquilo com relação a tudo que falei. Pois, foi confirmado pela secretária Sandra Eccel e pelo prefeito Paulo Eccel, de que houve essa conversa com o governador, quanto ao prefeito ter se oferecido para fazer a obra”, destacou.

O parlamentar considerou ainda que na ocasião, Dejair foi o primeiro a falar em superfaturamento de obra. “Se dei a entender isso, não era minha intenção. Entenderam mal minha colocação”, ressaltou o legislador, alegando que nem se pode haver superfaturamento em uma obra ainda não licitada e construída.

Ademir explicou que se a Prefeitura viesse a fazer a obra, com certeza, iria custar mais barato, pois usaria mão de obra própria, por exemplo. “Já as empresas que participam de licitação, grandes construtoras, acabam praticando um preço superior. Mas esta diferença não significa superfaturamento, pois a obra sequer aconteceu. Aliás, ainda nem se sabe ao certo o preço que realmente irá custar”, frisou .

Por fim, o vereador revelou preocupar-se com a execução da obra. “Temos que nos preocupar com que a obra saia, porque a comunidade não pode ser prejudicada por causa de meu pronunciamento. Creio que não vai ser isso que vai impedir o andamento da obra. Não estou aqui condenando nada e infelizmente fui mal interpretado”, concluiu Ademir.

Áudio Relacionado

  • Arquivo temporariamente indisponível

Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

veja também