AGENDA

RECESSO PARLAMENTAR: 17/07/2021 - 31/07/2021

SESSÃO SOLENE - CIDADÃOS HONORÁRIOS : 03/08 - 19H

imprensa

19/03/2021

Pronunciamento

​Nik Imhof questiona decisão por lockdown e pede à população que não dependa de governo paternalista

Destaque

Em pronunciamento na sessão ordinária desta terça-feira, 16 de março, o vereador Nik Imhof (MDB) registrou seu posicionamento a espeito da possibilidade de lockdown como medida de enfrentamento à pandemia de Covid-19.

O parlamentar citou matérias jornalísticas de veículos locais que indicam que o Poder Público estaria transferindo a tomada de decisão do fechamento total para o Poder Judiciário e vice-versa. “Nem mesmo nossos governantes, nem mesmo nós sabemos qual é o certo, se é lockdown ou manter tudo aberto”, manifestou.

Ele citou a posição de 2° lugar que o país ocupa no ranking mundial de mortos pela doença, atrás apenas dos Estados Unidos. “Eu sei que é complicado apontar uma solução, acusar o poder público ou o comércio”, lamentou. A respeito do fechamento dos comércios, ele se posicionou: “Sou totalmente contrário, isso vai destruir nossa economia e não vai resolver o problema do Coronavírus”.

Nik disse estar preocupado com aglomerações: “Postagens [nas redes sociais] de pessoas fazendo festas, aglomerações e festas clandestinas. Aí vem minha pergunta: quem é o culpado? Será que nós não podemos fazer nossa parte?”, indagou. “Ao longo deste ano, a gente participou de alguma confraternização que gerou um pouco mais de aglomeração. Mas chegamos a um ponto que devemos rever nossos conceitos”, confessou.

O parlamentar ainda direcionou críticas à forma de governo que chamou de paternalista. “Será que nós não podemos nos policiar e cuidar de nós mesmos? Sempre pedir a benção pra presidente, governador e prefeito?”, protestou, ao reforçar que o a população deve continuar cobrando atitudes da administração pública, mas colaborar com as medidas de segurança recomendadas.

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também