AGENDA

SESSÃO ORDINÁRIA: 11/10 - 17H

imprensa

12/11/2009

Prudêncio reivindica melhorias para a UPA de Brusque

O vereador Roberto Pedro Prudêncio Neto utilizou a tribuna na noite de terça-feira, 10, para tecer considerações sobre a Unidade Prisional Avançada de Brusque. “Na sessão passada foi falado sobre a situação da UPA de Brusque que em apenas cinco meses já se encontra no limite da capacidade, onde celas para oito pessoas estão sendo ocupadas por dez, onze detentos. Nós vereadores ficamos preocupados com isso e fomos visitar a UPA para acompanhar de perto a situação. Na oportunidade, nos foi informado pelo supervisor Marcos Odair Barbeiro, que um dentista irá prestar atendimento no local e isso ajudará bastante, mas fica faltando ainda um médico e então, pedimos a Prefeitura que disponibilize esse profissional. Outra reivindicação é quanto ao acesso ao local que precisa ser melhorado. Existe um acesso nos fundos sobre um terreno particular e por isso, solicitamos que a Prefeitura faça a manutenção da via existente sobre o terreno do Estado”, solicitou o parlamentar.

Prudêncio fez menção ainda ao projeto desenvolvido pela empresa Fischer, de oferecer trabalho aos detentos. “A Fischer colocou no local um contêiner para os detentos fazerem trabalhos manuais, como montagem de aro de bicicletas entre outras coisas.

Portanto, gostaríamos de pedir a outras empresas para que contribuam nesse sentido. Enfim, a partir dessa primeira visita, temos o objetivo de envolver a sociedade em geral, empresas que podem patrocinar atividades, e integrar entidades, como o Comad, para que possamos trabalhar juntos a fim de garantir melhores condições aos detentos que se encontram na UPA”, ressaltou o vereador, concluindo sua manifestação com o pedido de ampliação da Unidade Prisional. “Quero desde já deixar um apelo ao Governo do Estado para que comece a pensar na construção de um novo bloco. Há espaço para quatro. Um já foi inaugurado e logo, poderíamos ter mais um”.

Em aparte, Eduardo Hoffmann observou que grande parte dos detentos não possui advogado e sugeriu que a Ordem dos Advogados do Brasil ofereça alguma orientação nesse sentido.

Alessandro Simas também em aparte chamou atenção para o fato de a maioria dos detentos estar presa por envolvimento em crimes relacionados ao tráfico de drogas.

Valmir Ludvig disse ter dúvidas quanto a possibilidade de recuperar as pessoas desta forma. Já Ademir Braz de Sousa frisou que é preciso levar ao conhecimento do Governo do Estado a necessidade de ampliação daquele espaço. “Não podemos deixar esta UPA se transformar num pavio de pólvora”, alertou.

 

Confira o pronunciamento completo do Vereador na gravação abaixo.

Áudio Relacionado

  • Arquivo temporariamente indisponível

Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

veja também