AGENDA

SESSÃO ORDINÁRIA : 09/03 - 17H

imprensa

17/12/2020

Encerramento

Relatório conclui que maioria das medidas sugeridas pela Comissão Especial de Saúde de 2017 foi atendida

Destaque

Vereadores membros em visita à Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Santa Rita

Criada na Câmara Municipal em agosto de 2019, a Comissão Especial de Saúde teve o relatório final aprovado durante a sessão ordinária virtual desta terça-feira, 15 de dezembro. Suas ações foram realizadas em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, com objetivo de fiscalizar o referido serviço público e obter um panorama do atual sistema, comparado ao verificado em 2017, pela comissão especial daquele ano.

O grupo de vereadores cumpriu visitas a cerca de 80% das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da cidade, interrompidas em março deste ano pela pandemia de Covid-19. Nas diligências, os membros aplicaram formulários de pesquisa às equipes das unidades e aos usuários, a fim de coletar informações a respeito de demandas locais.

Conclusão dos trabalhos

Segundo o texto final, que teve como relator o vereador Gerson Luís Morelli (PSB), a maioria das medidas indicadas em 2017 foi concretizada O relatório destaca a contratação de estagiários para maior agilidade no atendimento das farmácias das UBSs. Como ponto positivo, também foi citado o avanço na organização dos trabalhos do Almoxarifado, gerando considerável economia de recursos.

“Nós vimos que mudou a distribuição de medicamentos, as unidades têm uma pessoa específica para isso. As pessoas são atendidas assim que chegam ao posto, não tem mais aquela questão de fichas”, descreveu o presidente da comissão, vereador Jean Pirola (PP), ao avaliar o atual cenário.

Como sugestões para assegurar maior eficiência à área de Saúde, o documento atenta para destinação final da estrutura onde funcionaria a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Santa Terezinha; Implantação de processos administrativos onde o paciente não necessite remarcar nova consulta para ser encaminhado à especialidades; Criação de campanhas de conscientização para que os munícipes informem previamente as faltas em consultas médicas; Manutenção do Núcleo Ampliado de Saúde da Família (NASF) nas unidades ainda atendidas e implementação de retorno daquelas que já não mais possuem o programa e, por fim, execução de adequações solicitadas pelos servidores e usuários, registradas em pesquisas da Comissão.

Depois de aprovado na Câmara, o relatório segue agora para o chefe do Poder Executivo e ao Secretário de Saúde, a fim de que tenham conhecimento das indicações e tomem as devidas providências. Além dos já citados, participaram da comissão o vereador Paulinho Sestrem (Republicanos), como vice-presidente, e os vereadores Deivis da Silva (MDB) e Celso Emydio da Silva, o Dr. Celso (DEM). Para acesso ao documento na íntegra, com indicações de demandas existentes por unidade visitada, bem como, o resultado detalhado das pesquisas aplicadas, clique aqui

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também