AGENDA

SESSÃO ORDINÁRIA (online, via aplicativo): 09/06 - 17H

imprensa

21/02/2020

Pronunciamento

​Keka Morelli volta a pedir acessibilidade para a rua ao lado da nova sede do Fórum da Justiça Trabalhista de Brusque

Destaque

O vereador Gerson Morelli, o Keka (PSB), voltou a abordar em pronunciamento na sessão ordinária desta terça-feira, 18 de fevereiro, uma indicação de sua autoria apresentada em setembro 2019. O pedido trata da adequação da calçada existente na Rua Padre Gatone, na testada do imóvel onde está sendo construída a nova sede do Fórum da Justiça Trabalhista de Brusque.

Ao ser informado sobre o adiamento da entrega do novo prédio, Keka disse ter entrado em contato com o responsável pela obra, onde obteve informações de que o trecho da subida da rua está finalizado. Segundo o vereador, ainda não há condições de acessibilidade no local: “Do lado direito não tem calçada e do lado esquerdo aumentaram o tamanho do poste. Já não passava ninguém antes e agora mesmo que não passa”, narrou.

No plenário, ele apresentou imagens em vídeo de alunos do Colégio São Luiz, ao qual a rua dá acesso, com dificuldades de transitar, devido à falta de áreas de passeios ou obstrução do poste instalado no meio da calçada. Em aparte, o vereador Sebastião de Lima, o Dr. Lima (PSDB), também se manifestou sobre a situação, reivindicando resolução do problema: “São vagas ruins para estacionar, se removerem as cinco ou seis vagas daquela subida não vai fazer falta nenhuma para o Centro. Vão poder fazer uma calçada descente para oferecer segurança às crianças que sobem ou descem ali ”, sugeriu.

Keka disse que, após ter visitado a obra pessoalmente e ter conversado com o engenheiro responsável, o mesmo lhe informou que a mudança no projeto dependeria de uma autorização do Instituto Brusquense de Planejamento (IBPLAN). “Estive no Ibplan, falei com o responsável, o Rogério [dos Santos, diretor-presidente da pasta], deixei o contato do engenheiro e ele ficou de conversar. Infelizmente, nada foi feito”, declarou o vereador.

Por fim, o parlamentar solicitou na tribuna que a Secretaria de Obras e Infraestrutura e o Ibplan providenciem soluções para caso, e sugeriu a retirada de, ao menos duas vagas de estacionamento do trecho para construção da calçada. “Que se resolva isso, pois é no Centro da cidade, uma área de muito movimento. Imaginem depois que estiver funcionando a Justiça do Trabalho”, indagou.

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também