AGENDA

Sessão ordinária: 27/02/2020 - 17H

imprensa

14/02/2020

Pronunciamento

Deivis da Silva pleiteia repasse financeiro mensal à AMA Brusque

Destaque

O vereador Deivis da Silva (MDB) lembrou na sessão desta terça-feira, 11 de fevereiro, da participação da Associação de Pais, Amigos e Profissionais dos Autistas de Brusque (AMA Brusque) no Pedágio Solidário de 2019, por intermédio da Secretaria de Assistência Social da Prefeitura de Brusque, pasta pela qual ele respondia até o ano passado - e destacou a arrecadação conquistada na ação - R$ 30 mil.

A manifestação do parlamentar foi alusiva ao discurso da presidente da AMA Brusque, a jornalista Guédria Motta, no espaço denominado “Tribuna Popular”. Na oportunidade, ela procurou sensibilizar o plenário a apoiar o pleito da associação por uma sede própria, com a finalidade de ampliar o atendimento ofertado gratuitamente a crianças autistas em situação de vulnerabilidade social.

Em 4 de fevereiro, Deivis apresentou ao plenário o Requerimento 02/2020, que trata da possibilidade de a AMA receber da Prefeitura um auxílio financeiro mensal. O texto registra que há um imóvel no bairro Santa Rita que se enquadraria “dentro de padrões, com total acessibilidade e ambiente ideal para que a entidade possa dar continuidade à sua jornada de ações” e que “uma eventual contribuição do município certamente contribuiria para o pagamento do aluguel, fixado em R$ 3 mil mensais”.

“Vamos tentar despertar no governo alguma ajuda financeira que valha à pena”, ressaltou Deivis. “Todas as entidades são um braço de atendimento do governo e precisam desse apoio”, defendeu.

Indicação

Num segundo momento, o orador trouxe atualizações sobre uma demanda que foi pauta da Indicação 01/2020, também de sua autoria. No documento, entre outros assuntos, ele pede por “melhorias na infraestrutura do ribeirão localizado nas proximidades do Centro Municipal e Educação Infantil Clara Maria Furtado, no bairro Santa Luzia, com a realização de enrocamento, bem como a abertura da nova via que dará acesso a este educandário, a ser realizado em terrenos cujos proprietários, em 2018, concordaram em cedê-los para a abertura da via”. O vereador informou que já tramita na Câmara projeto de lei que prevê uma permuta entre o poder público e o proprietário de um estabelecimento comercial daquela localidade, medida necessária à viabilização da obra. 

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também