AGENDA

SESSÃO ORDINÁRIA - HOMENAGEM A CARLOS PRUDÊNCIO : 10/12 - 17H

PREGÃO PRESENCIAL nº 02/2019 (equipamentos para o Programa TV Câmara WEB HD): 11/12 - 13H

imprensa

28/11/2019

Esporte

​Projeto autoriza que o Poder Executivo firme convênio com o Clube Atlético Carlos Renaux

Destaque

Vereadores aprovaram, em discussão e votação única, na sessão ordinária desta terça-feira, 26 de novembro, o Projeto de Lei Ordinária nº 84/2019, que autoriza o Poder Executivo a firmar termo de convênio com o Clube Atlético Carlos Renaux. A matéria de origem executiva tem como objetivo a execução de serviços de melhoramento na infraestrutura do campo, que atende eventos esportivos do calendário municipal da Fundação de Esportes, sobretudo a Escola de Futebol de Campo.

O prefeito Jonas Paegle (PSB) registrou, em mensagem anexa ao PL, que a entidade é parceira do poder público há muitos anos, no atendimento de crianças e jovens da rede municipal de ensino, para treinamentos semanais que antecedem a participação no campeonato Moleque Bom de Bola. “O esporte é integrador social por excelência, amenizador de conflitos sociais e visa contribuir na formação de cidadãos plenos e conscientes de suas responsabilidades”, destaca Paegle.

A partir do convênio, caberá à Prefeitura, por meio da Secretaria de Obras e Infraestrutura, a retirada completa do gramado e preparação do solo para implantação de nova grama. Por sua vez, será de responsabilidade do clube a aquisição da grama e posterior colocação e manutenção. O termo tem prazo determinado de 12 meses, passando a valer a partir de 3 de dezembro deste ano.

“Temos uma parceria com o clube, onde usamos todo o espaço do campo para eventos da Fundação Municipal de Esportes e também eventos em parceria com a Fesporte [Fundação Catarinense de Esporte]”, defendeu o vereador Alessandro Simas (PSD). “Além disso, temos uma escolinha do Carlos Renaux com mais de 300 crianças participando, sendo que mais da metade são da rede pública municipal, atendidas gratuitamente”, ressaltou o parlamentar.

A proposta passou pela análise da comissão em conjunto de Finanças, Orçamento de Fiscalização Financeira (CFOFF), de Serviços Públicos (CSP) e de Constituição, Legislação e Redação (CCLR), com parecer favorável pela aprovação. 

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também