AGENDA

SESSÃO ORDINÁRIA (online, via aplicativo): 09/06 - 17H

imprensa

18/11/2019

Pronunciamento

​Keka Morelli quer que a Prefeitura esclareça prejuízo da Fenarreco 2019

O vereador Gerson Luís Morelli, o Keka (PSB), criticou em pronunciamento durante a sessão ordinária da última terça-feira, 12 de novembro, o anúncio de que a Prefeitura de Brusque cogita não cobrar ingressos para o acesso à Fenarreco em 2020. “Se cobrando o resultado já foi negativo, imaginem se a entrada for gratuita”, disse.

Keka lamentou que o evento tenha causado um prejuízo de R$ 350 mil aos cofres públicos este ano e lembrou que a falta de decoração alusiva à festa nas ruas da cidade e de sonorização adequada no desfile típico de abertura da Fenarreco chegaram a entrar na pauta de debates do Poder Legislativo.

A fim de que sejam esclarecidos os motivos do desfalque, o parlamentar formulou o Requerimento 98/2019, no qual solicita que o diretor municipal de Turismo, Sidnei Dematé, compareça à Câmara de Vereadores para prestar informações.

Em apartes, Paulinho Sestrem (PATRI) e Jean Pirola (PP) contribuíram com a argumentação de Keka. O primeiro sugeriu questões a serem respondidas pela Prefeitura e o outro observou que a última edição da festa foi a mais onerosa para Brusque. Já Claudemir Duarte, o Tuta (PT), reforçou a cobrança por dados sobre as receitas e despesas do evento.

Bosque do Garapuvu

Num segundo momento, o orador voltou a cobrar do Executivo a manutenção e a limpeza do Bosque do Garapuvu, no Jardim Maluche. O espaço, salientou, é frequentado por estudantes de escolas das redondezas para o desenvolvimento de atividades extracurriculares.

O descaso com o bosque já havia sido abordado por Keka em outras ocasiões na tribuna da Câmara, como aconteceu no mês de junho, quando ele apresentou uma indicação ao governo, em coautoria com a vereadora Ana Helena Boos (PP), pedindo a devida atenção do poder público para com o local. 

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também