AGENDA

SESSÃO ORDINÁRIA: 18/12 - 17H

imprensa

29/11/2018

Pronunciamento

​Ivan Martins declara apoio ao projeto de lei denominado Escola sem Partido

Destaque

Em pronunciamento durante a sessão ordinária desta terça-feira, 27 de novembro, o vereador Ivan Martins (PSD) teceu comentários sobre o Projeto de Lei n° 7180/14 que tramita na Câmara de Deputados, denominado Escola sem Partido.

“Esse projeto tem o objetivo de preservar o direito do aluno, no sentido de ter suas próprias convicções e ideias, não [ter] pelo professor”, afirmou o parlamentar, ao se declarar favorável à proposta. Em sua fala, Martins relatou um fato ocorrido em Brusque, onde um educador teria induzido alunos, por meio de uma atividade didática, a associarem alguns vereadores à figura de ladrões. “O professor incutiu na cabeça das criancinhas por que ele achava correto”, afirmou.

Martins fez questão de frisar que, ao mencionar os profissionais da Educação, não se refere à totalidade da categoria. “Estou falando de uma parcela de professores que aproveitam a sala de aula, onde o aluno é obrigado a assistir [às aulas], para tentar incutir na mente desses jovens uma filosofia traçada por eles”, defendeu.

“Se a escola é um ambiente laico, onde não pode se pregar uma religião, como vamos concordar que alguém leve ao jovem uma ‘religião política’”, continuou. O dever dos educadores, frisou Martins, se atém ao “ensino de conhecimentos”, com uma abordagem “isenta de qualquer questão político-partidária”, finalizou.

Em aparte, o vereador Celso Carlos Emydio da Silva, o Dr. Celso (DEM), ressaltou que o dever da escola é ensinar. “Sou completamente contra esse meio cruel de doutrinar as crianças, querendo formular um pensamento crítico. Quem deve fazer isso é a família”, disse. Também em aparte, o vereador Paulinho Sestrem (PRP) declarou apoio à discussão e ao projeto de lei que tramita a nível federal.

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também