AGENDA

SESSÃO ORDINÁRIA: 20/11 - 17H

AUDIÊNCIA PÚBLICA - PLC 10/2018 e PLC 11/2018, QUE ALTERAM O CÓDIGO DE POSTURAS E O CÓDIGO DE PARCELAMENTO DO SOLO: 26/11 - 16H

imprensa

07/11/2018

Pronunciamento

Paulinho Sestrem alerta para a segurança no trânsito e pede campanhas educativas na área

Destaque

Em pronunciamento durante a sessão ordinária desta terça-feira, 6, o vereador Paulinho Sestrem (PRP) falou sobre a Semana Nacional do Trânsito, comemorada anualmente entre os dias 18 e 25 de setembro, mês em que ele estava licenciado das atividades parlamentares para concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados.

O legislador destacou a importância do uso do cinto de segurança, frequentemente dispensado por passageiros que ocupam o banco traseiro dos automóveis. “Esta situação é uma negligência das nossas famílias, porque os pais são responsáveis por isso”, disse. “E ainda existe quem leve uma criança no colo, sem o cinto”, acrescentou.

Para alertar a comunidade a respeito dos riscos de não usar o equipamento, mesmo em percursos dentro do município, o parlamentar exibiu vídeos com simulações de momentos de colisão entre veículos. “Quem está no banco da frente pode ser até esmagado por quem é arremessado de trás, pesando quase uma tonelada, se for um adulto”, exemplificou. “É realmente isso que acontece com o corpo do ser humano na hora de um acidente”.

Em aparte, o vereador Sebastião Lima, o Dr. Lima (PSDB), pontuou que, levando-se em conta uma velocidade de 50 quilômetros por hora, o peso de uma pessoa deve ser multiplicado por 20 para que se tenha noção do impacto: “Alguém de 70 quilos, um adulto normal, passa para 1,4 mil quilos. Com frequência, um adulto sentado atrás, sem o cinto, mata o carona da frente ou o motorista”.

Campanhas educativas

Sestrem também citou campanhas educativas realizadas pela Prefeitura de Brusque, em parceria com autoescolas, no período em que ele foi secretário de Trânsito e Mobilidade, durante o governo Paulo Eccel (PT). As orientações da propaganda oficial, lembrou, abordavam temas como a obrigatoriedade do uso da cadeirinha para o transporte de crianças, do cinto de segurança e a proibição de uso do telefone celular ao volante.

“É interessante termos campanhas permanentes sobre esses temas, para que os agentes estejam em constante movimento na cidade, abordando as pessoas e entregando material educativo, que não é caro e pode ser feito em parceria com empresas privadas e outros órgãos públicos”, sugeriu. “Nós somos o trânsito. Todos devemos abraçar esta ideia, para que o usuário tenha, no dia a dia, a visão de que a segurança no trânsito depende de cada um de nós”.

Pedido de desculpas

Num segundo momento, Sestrem se desculpou pelas colocações que ele fez em pronunciamento na tribuna no dia 9 de outubro. Na oportunidade, o orador afirmou ser o vereador mais atuante da Câmara Municipal. A declaração teve por base dados estatísticos divulgados em matéria do jornal O Município.

“Percebi que aquelas estatísticas não representam o dia a dia dos vereadores. Cada um tem sua postura e seu jeito de trabalhar. Em nenhum momento quis dizer que os outros não eram atuantes. Gostaria, do fundo do coração, que os vereadores desconsiderassem algumas falas naquele momento. Se causei algum constrangimento, peço desculpas”, concluiu.

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também