AGENDA

SESSÃO ORDINÁRIA: 18/12 - 17H

imprensa

11/07/2018

Pronunciamento

​Deichmann comenta notícias sobre a estação de tratamento da Cristalina e a abertura do hospital Imigrantes

Destaque

Ao abrir seu pronunciamento durante a sessão ordinária desta terça-feira, 10, o vereador Marcos Deichmann (Patriota) manifestou satisfação pela notícia trazida pelo líder do governo na Câmara, vereador Alessandro Simas (PSD), a respeito da conclusão do termo de referência para a construção da estação de tratamento (ETA) de água na localidade da Cristalina. O próximo passo será o levantamento de orçamentos e, depois, a licitação da obra.

“Essa já é uma reivindicação muito antiga, feita na Câmara e também pelos moradores, principalmente os do bairro Dom Joaquim, que sofrem com a falta d’água. Espero pelo andamento do processo licitatório e que as obras sejam iniciadas o mais breve possível, para que se resolva não só a situação do Dom Joaquim e proximidades, mas também de todo o município, porque essa unidade irá suprir a demanda de fornecimento de água de quase toda a cidade até 2030, frente ao crescimento populacional”, afirmou Deichmann.

Num segundo momento, o parlamentar abordou o anúncio da abertura, nesta quinta-feira, 12, do Imigrantes Hospital e Maternidade, nas dependências do antigo Hospital e Maternidade Evangélico (HEM). O primeiro serviço a ser oferecido pela instituição, conforme divulgado, será o pronto atendimento adulto e pediátrico 24 horas.

“Dois meses depois é que serão abertos o centro cirúrgico, a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal e a maternidade. Já a UTI geral, estará em funcionamento 30 dias após a abertura do centro cirúrgico. Então, são 90 dias [contados a partir de 12 de julho]. Fica o questionamento deste vereador: se entrar um caso grave no pronto socorro, nesses dois meses, onde não haverá essas duas unidades abertas, que dão suporte ao pronto socorro, para onde serão encaminhados os pacientes? Ao Azambuja? Então, o primeiro atendimento será particular, mas e depois, se o paciente precisar de uma cirurgia, devido a uma fratura ou apendicite, e precisar de internação?”, questionou o orador. “Peço a atenção do Imigrantes porque, em nenhum momento, houve uma conversação com o Azambuja para que se tenha esse suporte de retaguarda”.   

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também