AGENDA

SESSÃO ORDINÁRIA: 16/08 - 17H

imprensa

09/09/2009

Requerimento provoca debates acalorados entre os Vereadores Valmir Ludvig e Dejair Machado

Um requerimento apresentado pelo Vereador Valmir Ludvig, líder do Governo, em que pede o envio de cópia do ofício 302/SETEC/6° PBPMA/2009, do 6° Batalhão de Polícia Militar Ambiental de Blumenau, encaminhando toda a documentação que comprova a legalidade no corte das árvores no “Parque das Esculturas Ilse Teske”, para o superintendente da FATMA, ao Ministério Público de Brusque e ao Procurador da República, ou ainda para todos os órgãos que foram encaminhados a denúncia de corte ilegal destas árvores, para que tomem conhecimento do conteúdo destes documentos, gerou um debate acalorado entre o autor do requerimento e o Vereador Dejair Machado.

Valmir Ludvig disse na Tribuna que a Câmara precisa tomar cuidado com este tipo de denúncias vazias que causam um grande transtorno para a Administração Municipal. Segundo o Vereador o relatório do Sexto Batalhão de Polícia Militar Ambiental de Blumenau, deixa muito claro que as árvores que foram cortadas com a devida autorização da Fundema este ano, estavam sim completamente mortas tendo em vista o aterro efetuado no local para a construção do Parque das Esculturas.

Dejair Machado autor do requerimento que efetuou a denúncia de crime ambiental, disse que o parecer apresentado pelo Vereador Valmir Ludvig sobre a legalidade do corte das árvores, não está sustentado em absolutamente nada. Disse que a Polícia Ambiental esteve no local dos fatos, depois que as árvores cortadas já haviam sido recolhidas. Afirmou que o Vereador Ludvig estava tentando justificar o injustificável.

           

Ouça na gravação abaixo toda a discussão ocorrida na Sessão do dia 08 de setembro.

Áudio Relacionado

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também