AGENDA

SESSÃO ORDINÁRIA: 18/12 - 17H

imprensa

28/02/2018

Pronunciamento

Zancanaro pede que o Executivo amplie horário de atendimento na Prefeitura

Destaque

O vereador José Zancanaro (PSB) abriu seu pronunciamento durante a sessão ordinária desta terça-feira, 27, destacando indicação de sua autoria para que o Executivo amplie para oito horas diárias o expediente dos servidores públicos lotados na sede da Prefeitura, de forma a equiparar a jornada desses funcionários a dos que exercem atividades em outros órgãos da administração pública municipal. Por força de decreto, o atendimento na Prefeitura acontece das 12h às 18h.

Zancanaro considera tal situação injusta e pede que o governo preste esclarecimentos no tocante ao assunto: “Dentro do princípio da isonomia, da equidade, todos são iguais perante a lei. Pode ser do meio dia às 18h, mas seria ótimo se fosse igual para todos”, afirmou.

Fundação de Esportes

Num segundo momento, o parlamentar cumprimentou Ademir Luiz de Souza, o Toto, pelo trabalho desenvolvido à frente da Fundação Municipal de Esportes e desejou boa sorte ao novo superintendente do órgão, Olavo Larangeira Telles da Silva.

Desde que foi criada, criticou Zancanaro, a Fundação nunca teve estrutura administrativa e de recursos humanos, estando sempre “debaixo da saia da Educação”, secretaria que contrata e disponibiliza profissionais para a área esportiva: “Eu tenho brigado muito para que a Fundação de Esportes faça concurso para o preenchimento de cargos, um processo seletivo específico para técnicos de handebol, vôlei, atletismo, e assim sucessivamente”, ressaltou. “Gostaríamos que a administração fosse sensível e injetasse recursos para implementar a Fundação de Esportes como ela deve ser”.

Em aparte, Paulinho Sestrem (PRP) disse que aguarda a reforma administrativa e anseia pela desvinculação entre as áreas do Esporte e da Educação.

OAB em Brusque

Por fim, o orador elogiou a subseção de Brusque da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SC) por questionar decisão do Ministério Público que arquivou a investigação instaurada para apurar o regular cumprimento da carga horária dos médicos da Secretaria de Saúde do município. “A OAB-SC está vigilante, acompanhando o que acontece no município”, frisou.

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também