AGENDA

SESSÃO ORDINÁRIA: 21/08 - 17H

imprensa

02/08/2018

158 Anos

Legislativo homenageia sete pessoas com o título de Cidadão Honorário de Brusque

Destaque

Na semana em que o município comemora os 158 anos de fundação da Colônia Itajaí-Brusque, com a chegada dos primeiros imigrantes, a Câmara Municipal de Brusque homenageou sete pessoas com o título de Cidadão Honorário. As honrarias foram entregues em sessão solene nesta quarta-feira, 1º de agosto, no plenário do Poder Legislativo.

Os agraciados com o título, indicados por vereadores, são migrantes que passam a ser considerados conterrâneos do povo brusquense. São eles: Antonio Carlos Pucci de Oliveira (Cerro Negro-SC); Célio Alcione Zuchi (Gaspar-SC), Dejair Machado (Blumenau-SC), Eneida Darci Nascimento Schaefer (Itajaí-SC), José Jorge Cherem (Urubici-SC), Luiz Homero Zaninotto Junior (Marília-SP), e Mirtes Elias Valle (Nova Trento-SC).

Como representante da Legislatura 2017-2020, o vereador Marcos Deichmann (Patriota) ocupou a tribuna para se dirigir aos novos cidadãos do município: “Estamos distinguindo com a cidadania honorária, gente do senso comum, da vida cotidiana, pessoas que criaram fortes vínculos com a história de Brusque nos últimos 50 anos, que aqui se estabeleceram e vestiram a camisa do nosso modo de ser e de viver. São pessoas que chegaram pelas mais variadas motivações, consolidaram estabilidade e contribuíram para os avanços e as conquistas”.

Em seguida, o orador discorreu sobre as experiências pessoais e profissionais dos homenageados, reverenciando aspectos de cada trajetória: “São currículos ricos e histórias interessantes, são brusquenses de expressão e respeito. Por este gesto solene, estamos legitimando o óbvio, que é a vida social dessas pessoas que adotaram Brusque. A homenagem recai sobre figuras dignas, que há muitos anos vivem o dia a dia da cidade, integradas com todas as classes, prestado serviços e contribuindo com a prosperidade coletiva”.

Dejair Machado, eleito quatro vezes vereador pelo município, manifestou-se em nome dos homenageados: “Essas são pessoas que me fazem sentir orgulho de fazer parte deste dia como homenageado. Procurei buscar uma definição do que seria um bom cidadão, e a que mais me convenceu diz assim: ‘o bom cidadão é aquele que segue as leis estabelecidas’. Mas, depois, lembrei de uma citação de Winston Churchill, que foi primeiro-ministro do Reino Unido: ‘Devemos poupar os cidadãos de saber como são feitas as leis e as salsichas’. Então, fiquei meio preocupado com essa história de o bom cidadão seguir as leis. Em todo caso, o verdadeiro cidadão é aquele que não apenas vive em sociedade, mas aquele que consegue transformar a sociedade em que vive”, ressaltou. “Gostaria de agradecer ao seleto grupo de vereadores que nos concedeu essa honraria e à assessoria da Câmara Municipal. Encerro com uma frase de Bob Marley, que expressa aquilo que sinto: ‘Não viva para que a sua presença seja notada, mas sim para que a sua ausência seja sentida’.”

O prefeito Jonas Oscar Paegle (PSB), que prestigiou o evento compondo a mesa dos trabalhos, falou em seguida. O chefe do Executivo lembrou que também ele é um migrante radicado em Brusque, vindo do município de Urubici (SC). Paegle enalteceu os laços estabelecidos com cada homenageado e frisou: “Esta é a semana de Brusque, a cidade faz 158 anos e vocês fizeram história por aqui, marcaram Brusque. Assim como os primeiros imigrantes, chegaram e ajudaram a construir essa cidade. Atualmente, são 131 mil habitantes, somos a segunda melhor cidade para se viver em Santa Catarina e a 45ª do Brasil. Esta é uma satisfação que a gente tem. Hoje, entregamos o título de Cidadão Honorário a quem merece, a quem escreveu história nos anais de Brusque. No futuro, nossos filhos, netos e bisnetos irão ver e sentir isso na alma”.

O presidente do Poder Legislativo, vereador Celso Carlos Emydio da Silva, o Dr. Celso (DEM), declarou-se orgulhoso por homenagear cidadãos que estabeleceram raízes e criaram suas famílias em solo brusquense: “De forma muito positiva, essas pessoas colaboraram para o crescimento e o desenvolvimento da nossa sociedade. Temos também que prestar uma homenagem em memória de muita gente que ajudou a construir esse belo município. A Câmara de Vereadores é a caixa de ressonância da população, que reconheceu a honorabilidade dos nossos homenageados. Em nome da comunidade, gostaríamos de agradecer por toda a contribuição que prestaram à nossa querida e maravilhosa Brusque”.

A mesa dos trabalhos foi composta pelo presidente, Dr. Celso, que conduziu a solenidade ao lado do prefeito Jonas Oscar Paegle (PSB), a primeira-secretária da mesa diretora da Câmara, vereadora Ana Helena Boos (PP), o tenente-coronel do 18º Batalhão de Polícia Militar de Brusque, Otávio Manoel Ferreira Filho, o professor Sidnei Gripa, representante do reitor da Unifebe, Günther Lother Pertschy, e o presidente da Associação Empresarial de Brusque (Acibr), Halisson Habitzreuter.

Para abrilhantar o cerimonial, o músico Argel Fagundes interpretou em voz e violão as canções “Somos Quem Podemos Ser”, dos Engenheiros do Hawai, e “Dia Especial”, de Cidadão Quem.

Conheça as origens e a trajetória de cada novo Cidadão Honorário

* Textos editados a partir de informações repassadas pelos homenageados.

Antonio Carlos Pucci de Oliveira - Decreto Legislativo 08/2018

Natural de Cerro Negro (SC), Antonio Carlos Pucci de Oliveira nasceu em 25 de abril de 1952, filho de Ulisses Martins de Oliveira e Maria Benta Pucci de Oliveira. Ele completou sua formação básica no Colégio Diocesano de Lages (SC) e cursou Medicina na Universidade Católica de Pelotas (RS), de 1973 a 1978. Em dezembro de 1981, concluiu a residência médica em Urologia no Hospital Governador Celso Ramos, em Florianópolis. Chegou a Brusque em janeiro de 1982, para trabalhar no Hospital Azambuja e no Hospital e Maternidade Evangélico. Exerceu o cargo de diretor-clínico do Azambuja de 1986 a 1988 e foi secretário municipal de Saúde de 1989 a 1992. De 1998 a 2018, foi diretor-técnico do Azambuja. O proponente da homenagem a Pucci de Oliveira foi o vereador Marcos Deichmann (Patriota).

Célio Alcione Zuchi - Decreto Legislativo 10/2018

Natural de Gaspar (SC), Célio Alcione Zuchi nasceu em 22 de junho de 1969, filho de Daniel Zuchi e Enedir Graciola Zuchi. Casado com Letícia Spindler Zuchi, é pai de Leonardo Augusto, Guilherme Henrique, João Victor e Vinícius Armando. Há 24 anos, mudou-se para Brusque, onde, por meio de uma concessão municipal, abriu uma funerária e criou um plano de assistência funeral - iniciativa que o destacou e consolidou seu nome neste segmento. Bem-sucedido, o negócio expandiu-se para toda a região do Vale do Itajaí. Por volta de 2000, como incremento à ideia original, Zuchi lançou um novo plano de assistência funeral, desta vez com uma série de benefícios aos associados. Atualmente, a SC Convênios atende 40 municípios catarinenses, entre os quais a capital, Florianópolis, e conta com aproximadamente 100 mil clientes, aos quais disponibiliza descontos em profissionais de saúde, clínicas, óticas, laboratórios e outros serviços, bem como assistência funeral completa. O proponente da homenagem a Célio Alcione Zuchi foi o vereador Cleiton Luiz Bittelbrunn (PRP).

Dejair Machado - Decreto Legislativo 05/2018

Natural de Blumenau (SC), Dejair Machado nasceu em 3 de fevereiro de 1951. Filho de Luís Machado e de Dorvalina Dregotti Machado, é casado com Lurdes Pereira Machado e pai de Ana Cláudia e Luís Fernando. Formado em Química pela Universidade Regional de Blumenau (FURB), em 1977, foi professor efetivo de Química e Física nos colégios Pedro II, Santo Antônio e no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) de Blumenau. Em 1984, mudou-se para Brusque a fim de instalar uma tinturaria de beneficiamento de malhas em uma indústria local, onde trabalhou como diretor por 20 anos. Em 1988, foi eleito vereador pelo PDT. Iniciava ali uma trajetória de 20 anos na vereança. Participou de cinco mandatos, tendo sido eleito para quatro destes e assumido como suplente numa oportunidade. Exerceu a presidência da Câmara Municipal nos períodos de 1993-1994 e 2005-2006. Em Brusque, também ensinou Química no Colégio Cenecista Honório Miranda e deixou sua marca na comunicação, como apresentador da rádio Araguaia. Hoje, é diretor-geral do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae). O proponente da homenagem foi o vereador José Zancanaro (PSB).

Eneida Darci Nascimento Schaefer - Decreto Legislativo 03/2018

Natural de Itajaí (SC), Eneida Darci Nascimento Schaefer nasceu em 29 de setembro de 1949. Filha de Manoel Nascimento e Maria Andriani Nascimento, começou a estudar piano aos oito anos. Em 1972, concluiu a faculdade de Letras Inglês-Português pela atual Universidade do Vale do Itajaí (Univali). No ano seguinte, formou-se em Piano, Teoria Musical, Solfejo, Harmonia e História da Música pelo Instituto de Música do Paraná, em Curitiba. Casada com Adilson Schaefer, passou a residir em Brusque em 1974 e, em 1975, ingressou na Associação Artístico-Cultural de Brusque (Assac). Na entidade, entre outros feitos, criou a “Bandinha Rítmica”, destinada à iniciação musical de crianças, o Concurso Nacional de Piano “Edino Krieger”, de 1988, e os eventos “Músicos em Harmonia”, “Pianíssimo” e “Saraus a Dois Pianos”. Eneida assina letra e música do hino dos Jogos Abertos de Santa Catarina (JASC), com o qual venceu, em 2006, concurso promovido pela Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte). Presidente da Assac desde 1991, já contribuiu também com o Clube Soroptimista, a partir de 1998, e com o Conselho Municipal de Cultura, o qual presidiu entre 2010 e 2011. O proponente da homenagem foi o vereador Ivan Martins (PSD).

José Jorge Cherem - Decreto Legislativo 04/2018

Natural de Urubici (SC), José Jorge Cherem nasceu em 11 de janeiro de 1957, filho de Jamil e Ely Terezinha Schmitz Cherem. É casado com Maria Cristina Pereira Ramos Cherem e pai de Samuel, Iohana, Luís Felipe e Igor. Concluiu a escola primária no Grupo Escolar Santo Antônio, em 1967, e os cursos ginasial e colegial no Colégio São Luiz, em Brusque, em 1972 e 1975, respectivamente. Em 1980, formou-se em Odontologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A profissão o levou a presidir a Associação Brusquense de Odontologia por três mandatos. De 1988 a 1993, exerceu atividades clínicas como servidor da Prefeitura de Brusque. A partir de 1989, foi também diretor da Secretaria Municipal de Saúde. Antes disso, de 1981 a 1988, trabalhou no Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Fiação e Tecelagem de Brusque (Sintrafite). A partir de 1981, deu início às atividades em sua clínica particular e desde 1982 atua no Sindicato dos Empregados no Comércio de Brusque (SEC Brusque). É especialista em Periodontia pela Sociedade de Promoção Social do Fissurado-lábio-palatal (Profis) de Bauru (SP) e em Implantodontia pela mesma instituição, com atualização em prótese. O proponente da homenagem foi o vereador Gerson Luís Morelli, Keka (PSB).

Luiz Homero Zaninotto Junior - Decreto Legislativo 07/2018

Natural de Marília (SP), Luiz Homero Zaninotto Junior nasceu em 19 de dezembro de 1957. Casado com Maria Beatriz Egas Zaninotto, é pai de Bruno e Diego. O empresário do Grupo Uvel (Chevrolet)/Treviso (Fiat) se formou engenheiro agrônomo e zootecnista no Estado de São Paulo, em 1981. Em 1988, tornou-se Corretor de Seguros pela Superintendência de Seguros Privados do Paraná (Susep-PR). Já em 2001, concluiu uma pós-graduação em Propaganda e Marketing pela Universidade Paranaense (Unipar). Iniciou a vida profissional em 1979, como engenheiro agrônomo, em Santo Antônio da Platina (PR). De 1985 a 1989, foi gerente de vendas na Uvel Veículos de Umuarama (PR). Em Marília (SP), foi sócio-diretor de uma corretora de seguros, até 1991, e depois de uma agropecuária. Em 1993, voltou a Umuarama como gerente-geral da Uvel, cargo que exerceu até 1999, quando se tornou sócio-diretor do Grupo Uvel Veículos Ltda., que mantém agências nos três estados do Sul. É também sócio-quotista da Uvel Corretora de Seguros Ltda., da IRHJ - União Consultoria Ltda., e sócio-diretor da Uvel Unisul Veículos Ltda. Desde 2017, é sócio-quotista da Treviso em Brusque e Tijucas. O envolvimento social de Zaninotto alcança diversas entidades brusquenses. O proponente da homenagem foi o vereador Jean Pirola (PP).

Mirtes Elias Valle - Decreto Legislativo 06/2018

Natural de Nova Trento (SC), Mirtes Elias Valle nasceu em 8 de setembro de 1943, filho de Mario Valle e Eronides Bozzano Valle. Casado com Íris Habitzreuter Valle, é pai de Fernanda Rafaella, Fernando Rangel e Vinícius Rafael. Em Brusque desde os oito anos, cursou o primário na atual Escola de Educação Básica Governador Ivo Silveira e o ginasial no Colégio Cônsul Carlos Renaux. Estudou na Escola Técnica de Comércio São Luiz e formou-se em Ciências Jurídicas pela atual Universidade do Vale do Itajaí (Univali), em Itajaí (SC). Aposentado desde 1992, Valle iniciou sua vida profissional no Escritório de Contabilidade Érico Hoffmann, em 1958, e trabalhou nas empresas Têxtil Renaux e Consulbra antes de ser aprovado em concurso público em 1974, quando assumiu o cargo de delegado regional adjunto em Lages (SC). A partir de 1977, atuou em Itajaí, Brusque, São Miguel do Oeste, Porto Belo e Blumenau. Retornou a Brusque em 1986, como delegado da comarca e, em 1987, passou a delegado regional, função que exerceu até a aposentadoria. No município, contribuiu com o Clube Esportivo Paysandú, a Sociedade de Caça e Tiro Ipiranga e o Clube Escoteiro, dentre outros, sendo hoje sócio-contribuinte de entidades esportivas. O proponente da homenagem foi o vereador Claudemir Duarte, o Tuta (PT).

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também