AGENDA

PREGÃO PRESENCIAL nº 03/2018 (equipamentos de informática): 26/09 - 14H

SESSÃO ORDINÁRIA: 02/10 - 17H

imprensa

05/07/2018

Pronunciamento

​Paulinho Sestrem divulga seminário com foco no combate à pirataria

Destaque

Em pronunciamento durante a sessão ordinária desta terça-feira, 3, o vereador Paulinho Sestrem (PRP) anunciou que na próxima segunda-feira, 9, das 9h às 17h, a Câmara Municipal sediará o Seminário de Combate à Pirataria, com o tema “Panorama do Mercado Ilegal e Combate à Ilegalidade”. Ele convidou toda a comunidade a participar do evento. A programação está disponível em www.imeppi.org.br.

Terminal urbano

Num segundo momento, Sestrem solicitou que a Prefeitura tome providências quanto à manutenção do terminal urbano de Brusque, em especial os bancos, que se encontram quebrados e em situação de abandono. “As pessoas merecem um espaço confortável, limpo, com dignidade e segurança”.

Em aparte, o vereador Marcos Deichmann (Patriota) acrescentou que a concessão dos boxes do terminal também deve figurar na pauta de discussões: “Lembro que veio um projeto à Câmara a respeito do assunto, que foi aprovado, e seria feita uma nova licitação para os boxes, mas até hoje não tivemos respostas. Essas concessões é que trariam recursos para a reforma do local”.

Em aparte, o líder do governo na Câmara, vereador Alessandro Simas (PSD), informou que o processo de renovação das concessões dos boxes foi judicializado, e por isso tem se tornado ainda mais moroso.

Obras

Sestrem pediu também que as obras em execução no município sejam fiscalizadas pela respectiva secretaria ou outro órgão da área. O vereador apresentou imagens de calçadas e bocas de lobo danificadas na rua Bulcão Viana. “Os moradores estão mandando fotos, dizendo que realmente a Prefeitura não está acompanhando e a empresa executora está deixando a desejar”.

Lar Legal

O orador falou ainda sobre o projeto Lar Legal, realizado numa parceria entre Judiciário e municípios. “Temos muitas residências em situação irregular, construídas perto do rio e em barrancos, por falta de fiscalização não apenas desta gestão, mas de várias”, disse Sestrem, que citou exemplos de regularização fundiária adotados em Piçarras, Itajaí, Mafra, entre outras cidades. Em Brusque, observou, a última ação neste sentido ocorreu em 2014, atendendo 278 famílias em quatro loteamentos. “Hoje, a Prefeitura recolhe o IPTU desses locais e tem a possibilidade de investir em toda a cidade”, salientou. “Solicito que o Lar Legal seja tratado como um projeto e uma prioridade de governo, para que tenhamos mais famílias atendidas e mais recursos para o município”, concluiu. 

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também