AGENDA

SESSÃO ORDINÁRIA: 21/08 - 17H

imprensa

06/06/2018

Pronunciamento

Tuta Duarte relaciona interesses estrangeiros à desvalorização da Petrobras

Destaque

Em pronunciamento durante a sessão ordinária desta terça-feira, 5, o vereador Claudemir Duarte, o Tuta (PT), exibiu no telão do plenário parte da gravação de um programa de televisão veiculado pela Record News, no qual o jornalista Heródoto Barbeiro recebeu especialistas para falar sobre a atual conjuntura política e econômica que envolve a Petrobras.

No vídeo, um dos entrevistados afirmava que a estatal foi alvo de uma autodesvalorização empreendida pelo seu ex-presidente, Pedro Parente. Com uma política de equiparação aos preços internacionais, o número de importadoras de derivados do petróleo saltou de 14 para mais de 140 no país. Ao mesmo tempo que 30% desses produtos passaram a ser importados, as refinarias nacionais passaram a operar, em média, com 70% da capacidade produtiva. O aumento de preços internamente e a queda planejada da produção teriam sido medidas adotadas com a finalidade de facilitar a entrada de mais concorrentes no mercado brasileiro. “Não sei qual firma sobrevive com uma política desta forma”, dizia o entrevistado. O plano seria arruinar a Petrobras. “Chamamos isso de autossabotagem”. Outro argumento no mesmo sentido foi haver no Conselho da empresa um membro da Shell, concorrente direta da estatal. A situação teria levado à mobilização dos petroleiros.

Para Tuta, o assunto é de interesse de todos os entes políticos, dos quais a sociedade frequentemente cobra explicações a respeito deste e de outros fatos da vida pública brasileira. “Infelizmente, tem interesses internacionais por trás, para botar na espinha do brasileiro e favorecer grupos de fora. Ali [no vídeo] foi muito claro: o preço sobe enquanto os caras [estrangeiros] deitam e rolam com os derivados de petróleo, porque eles têm preço [mais baixo]. A Petrobras perde para todo mundo e quem paga a conta é o brasileiro. É uma política errada”, concluiu o orador.

Em aparte, manifestou-se o vereador Sebastião Lima, o Dr. Lima (PSDB), corroborando com o discurso do colega e observando que o poder aquisitivo da população não aumenta proporcionalmente aos reajustes nos preços dos combustíveis e de todas as demais necessidades dos cidadãos.

“Hoje, tem multas que já estão ultrapassando os R$ 6,2 milhões para pessoas que simplesmente acolheram os caminhoneiros [durante a greve], como a Havan, aqui de Brusque, que agora está respondendo por conta disso”, acrescentou Tuta. “Infelizmente, a coisa piorou e estamos nesta situação”.

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também