AGENDA

SESSÃO ORDINÁRIA: 21/08 - 17H

imprensa

30/05/2018

Pronunciamento

Martins esclarece motivos que levaram à exoneração de médicos em Brusque

Destaque

Em pronunciamento durante a sessão ordinária desta terça-feira, 29, o vereador Ivan Martins (PSD) teceu comentários a respeito da afirmação feita pelo também vereador Sebastião Lima, o Dr. Lima (PSDB), de que, recentemente, cinco médicos lotados em diferentes unidades básicas de saúde (UBS) teriam pedido exoneração por discordarem de mudanças propostas pela Prefeitura na ocupação da jornada diária desses profissionais.

As colocações de Dr. Lima repercutiram em matéria publicada por O Município na edição de 23 de maio. Ao periódico, Dr. Lima relatou que o secretário da área teria proposto aos médicos que ocupassem melhor as oito horas diárias pelas quais são pagos. Atualmente, eles recebem R$ 14 mil para atender 16 consultas diárias de 30 minutos, mas essa responsabilidade teoricamente encerra quando o serviço é realizado em menos tempo.

“Foi uma situação que nos preocupou, porque a Prefeitura teria de se desdobrar para procurar outros profissionais para essas UBS”, disse Martins. Na tentativa de esclarecer os fatos, o parlamentar entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde. Junto ao órgão, apurou quais seriam os motivos das exonerações: dois médicos teriam se desligado em função da residência médica; um deles teria sido aprovado em concurso público no Paraná; e os outros dois teriam sido desligados por abandono do trabalho.

“Isso nos preocupa porque a matéria saiu num jornal muito lido e de alcance regional. Qualquer profissional da Saúde que tenha interesse em vir para Brusque e lê um texto como este, ficará preocupado em fazer provas para ser funcionário da Prefeitura. E nós sabemos da necessidade que a população tem desses profissionais”, salientou o orador. “Não sei de onde que o Dr. Lima buscou essa informação, mas esta é a realidade passada pela Secretaria de Saúde, e fiz questão de trazê-la para que vossa excelência também tomasse conhecimento”.

De acordo com Martins, a situação será regularizada em breve, com novas contratações. Na oportunidade, ele voltou a sugerir a regionalização dos postos de saúde, proposta que já abordou na tribuna do parlamento em outras ocasiões. Sugeriu, ainda, que as informações sejam checadas junto às fontes antes se serem disseminadas à população. 

    Nenhum tópico relacionado para este conteúdo;

    veja também